domingo, 8 de março de 2009

O Porteiro do Inferno* apresenta: Na porta do Inferno I

de Marcela Godoy

"Per me si va ne la città dolente,
per me si va ne l’etterno dolore,
per me si va tra la perduta gente.
Giustizia mosse il mio alto fattore:
fecemi la divina podestate,
la somma sapienza e ’l primo amore.
Dinanzi a me non fuor cose create
se non etterne, e io etterno duro.
Lasciate ogne speranza, voi ch’intrate".

Dante Alighieri - La Divina Commedia
Inferno - Canto Terzo


- Seu nome, por favor?
- Jack.
- Jack? O Estripador?
- Não. Apenas Jack.
- Claro... Mesmo que você fosse "O" Jack, você jamais diria, certo?
- Creio que não diria. Não. Não diria. Definitivamente. De modo algum.
- Talvez então você seja o Jack...
- Não. Não sou. Sou apenas Jack. Agora, por favor, me deixe entrar. Estou vindo de um lugar tão frio que minhas mãos ainda estão congelan...
- Mas você não me parece chinês!
- O que?
- Feng Du... O Inferno chinês. É gelado.
- Tem certeza de que você está habilitado pra ficar nessa porta? É ÓBVIO que eu não sou chinês...
- Talvez fosse ÓBVIO se sua cabeça não estivesse decepada na altura dos seus olhos.
- Minha cabeça?? Meu nome está aí na sua lista e é JACK! Você por acaso conhece algum chinês chamado Jack??
- Chan.
- O que?
- Jack Chan, o chinês...
- Não é Jack! É Jackie!
- E que diferença faz?
- Faz toda diferença! Jackie é um diminutivo de Jack e ninguém condenado a este lugar teria um nome afeminado como esse!
- Rá-rá! É verdade... Seria engraçado mesmo... "Jackie", O Estripador...
- Você gosta de provocar...
- A-ha!!! Não gostou? Então você é Jack!! Te peguei!
- Não. Já disse que não sou. No máximo um admirador do trabalho dele... Aliás, qual é o seu problema? Apenas me deixe entrar!!!
- Num minuto. Ocupação?
- Serial killer.
- Serial killer...
Serial killer... Espere. Não há registros aqui de vítimas... Quantas pessoas você matou, Jack?
- Nenhuma.
- E como você pode ser um serial killer? Sabe o que isso significa pelo menos? Assassino em série! Se você não matou ninguém como pode ser um assassino??
- Feri gravemente muitas pessoas. Com intenção de matar.
- Mas não matou. Você é no máximo um "machucador em série".
- Como quiser. Agora, posso entrar???
- Peraí... Pe-ra-í! Agora estou sacando você e toda essa conversa de ser Jack ou não ser Jack...
- O que?
- Claro! Mas é claro! Nunca soubemos realmente a verdadeira identidade de Jack... E, se Jack nunca foi pego, ele nunca foi identificado... O que significa que Jack verdadeiramente nunca matou ninguém, porque quem matou foi essa pessoa que se intitulava Jack, mas que não era Jack simplesmente por ter outro nome na verdade... OU seja, os crimes de Jack seriam imputados ao nome verdadeiro de Jack e não a Jack, entende? Porque Jack não existe; Jack é só um pseudônimo. Isto significa que você ainda pode ser Jack!!! E significa que, apesar de estar mentindo sobre ser Jack, você está, ao mesmo tempo, falando a verdade, porque Jack pode não ser o seu nome, mas é o nome que você usa... Por isso não há crimes em nome deste Jack que você criou! Mas deve haver em nome de... Hei! Hei! HEI!! Que grosseria! Você dormiu????
- O que você acha? Quer começar de novo? Por que não começamos de novo, então?! Posso dizer outro nome qualquer já que você desconfia que eu não seja Jack a menos que seja o Jack que você deseja que eu seja...
- Você está me confundindo. Mas sua idéia parece boa... Vamos lá... Qual é mesmo seu nome?
- Teddy.
- Bundy?
- Bear...
- Teddy Bear???
O urso?? Mas você não se parece com um urso embora... Hei! Espere! Jack! Teddy! Onde você vai?? Volte aqui! Eu preciso fechar minha cota de.... Merda...


*
O Porteiro do Inferno é um dos personagens do universo de Os Cães do Inferno

2 comentários:

Saulo Souza disse...

"machucador em série", otimo textoo, engraçado

=)

Ricardo Syozi disse...

Ótimo texto, Marcela.
Aprendi e ainda aprendo muito com você.
Beijinho.

Follow Me...

    follow me on Twitter